José Aldo estreia sem favoritismo no peso-galo

José Aldo dominou durante quase uma década o peso pena do UFC, sendo o primeiro campeão da categoria e sem nenhuma derrota em exatamente uma década, tendo perdido para Luciano Azevedo no Jungle Fight em 2005 e sabendo novamente o que é derrota após 18 combates, contra Conor McGregor em dezembro de 2015.

Porém, esta derrota para o irlandês parece ter sido um divisor de águas na vida do manauara, que desde então entrou em ação mais 6 vezes e acabou sendo derrotado em três delas, duas contra Max Holloway e uma contra Alexander Volkanovski em sua última luta no Rio de Janeiro em maio deste ano.

Sem grandes perspectivas no peso pena resolveu descer de divisão e lançou uma série de desafios para Henry Cejudo, o campeão da divisão. Os desafios deram certo, mas antes de enfrentar o campeão terá pela frente um duelo 100% brasileiro, tendo pela frente Marlon Moraes que em seu último combate justamente acabou sendo derrotado por Cejudo na disputa do cinturão.

Os dois se enfrentam no UFC 245 neste mês de dezembro e Marlon tem sido bastante respeitoso na promoção da luta:

– “Eu estava pedindo uma luta para o UFC e, dentre todos os nomes que a gente conversou, tinha essa possibilidade de enfrentar o Aldo, mas não era uma certeza de que ele realmente ia descer para o peso-galo. A gente estava esperando, era interesse do UFC fazer essa luta e, para ele também. O cara é uma lenda, já lutou na categoria de cima, foi campeão por muito tempo, e vai descer numa situação em que uma vitória o credencia aí nas cabeças”.

Por conta de enfrentar um corte de peso muito mais rigoroso e uma categoria de peso desconhecida, além da fase atual dos dois lutadores, José Aldo entra em ação sem o favoritismo segundo o site de apostas esportivas betboo.

No site uma vitória de Marlon Moraes traz o retorno de R$ 1,50 a cada R$ 1 apostado, enquanto uma vitória de José Aldo traz o retorno de R$ 2,50 com o mesmo valor de R$ 1 apostado.

O UFC 245 acontece no dia 14 de dezembro na T-Mobile Arena e terá nada menos do que 3 disputas de cinturão na mesma noite.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *