Edson Barboza irá descer para o peso pena

Nascido em Nova Friburgo no Rio de Janeiro em janeiro de 1986, Edson Barboza sempre foi considerado uma das maiores promessas do Brasil para conquistar o cinturão do UFC no peso leve da organização, divisão de peso que reúne os lutadores com até 70 kg. Porém, após quase 10 anos sem conseguir este feito o lutador aproveitou uma fase ruim onde vem de duas derrotas consecutivas para mudar de ares e descer para o peso pena, lutando entre os lutadores com até 66 kg.

Edson Barboza estreou no UFC em 2010 no UFC 123, derrotando o norte-americano Mike Lullo e chegando a um cartel invicto com 7 vitórias em 7 combates na carreira. E este início foi quase perfeito, incluindo 4 vitórias consecutivas e o título de nocaute do ano contra o inglês Terry Etim no UFC 142 no Rio de Janeiro.

Conheceu a sua primeira derrota no UFC 146 em Las Vegas contra o ex-campeão do WEC Jamie Varner, naquele que pareceu ser apenas um acidente de percurso já que venceu em sequência seus próximos 3 combates.

O que ninguém poderia imaginar é que essa seria uma das últimas boas fases do lutador no UFC já que raramente após este combate ele conquistou duas vitórias consecutivas. Prestes a completar 34 anos o carioca ostenta hoje um cartel com 20 vitórias e 8 derrotas, tendo nada menos do que 4 derrotas em seus últimos 5 combates.

Agora a expectativa é que o lutador se aventure em uma nova divisão de peso, descendo dos leves para o peso pena e se aproveitando desta diferença de apenas 4 quilos. Embora ainda não exista nenhuma confirmação e nem adversário, o lutador deve fazer a sua estreia na nova divisão ainda no primeiro trimestre do ano de 2020. Ainda não há confirmação se esta luta poderia ser em Brasília.

O peso pena do UFC tem como maior campeão de sua história o brasileiro José Aldo, e viu o cinturão mudar de mãos no UFC 245 quando o australiano Alexander Volkanovski venceu o então campeão Max Holloway por decisão unânime no segundo combate mais importante do evento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *