Deiveson Figueiredo não bate o peso para enfrentar Joseph Benavidez

José Aldo foi nocauteado por Max Holloway em junho de 2017 em pleno Rio de Janeiro, perdendo o cinturão do peso pena do Ultimate e deixando o Brasil em uma situação que não era costumeira: sem um campeão em nenhuma categoria de peso masculina do maior evento de MMA do mundo. A situação poderia mudar neste sábado, mas antes mesmo de entrar no octógono Deiveson Figueiredo já foi derrotado pela balança antes do combate contra Joseph Benavidez e não terá a chance de conquistar o cinturão do peso mosca do UFC pela primeira vez na história para o Brasil.

A divisão dos pesos mosca do UFC tem como limite 56,7 kg para disputas de cinturão, sem a habitual libra de tolerância na hora da pesagem. E Joseph Benavidez cumpriu a sua missão sem nenhum susto, pesando 56,5 kg. Já o brasileiro não conseguiu cumprir este requisito e pesou oficialmente 57,8 kg.

Deiveson Figueiredo teve uma hora para perder este 1,1 kg excedente, mas como não conseguiu não poderá conquistar o cinturão mesmo que vença o combate. Já Joseph Benavidez poderá ser o campeão em caso de vitória, sucedendo Henry Cejudo no posto. Além disso, o brasileiro ainda foi multado em 30% do valor de sua bolsa.

A situação não é nova no UFC, já tendo acontecido com outros dois lutadores. O primeiro foi Travis Lutter, que não bateu o peso antes de ser derrotado por Anderson Silva no UFC 67 em luta que poderia ter valido o cinturão do peso médio.

Também no peso médio a situação se repetiu por duas vezes, ambas com Yoel Romero. Na primeira delas o cubano acabou derrotando Luke Rockhold mas não pode ficar com o cinturão interino no UFC 221, e repetiu a dose contra Robert Whittaker no UFC 225, sendo derrotado dessa vez.

Para o site de apostas betboo no combate principal do UFC Fight Night 169 neste sábado o norte-americano é favorito para ficar com a vitória. Segundo o site uma aposta de R$ 1 na vitória de Joseph Benavidez paga o retorno de R$ 1,60, contra R$ 2,25 de retorno de uma aposta do mesmo valor na vitória de Deiveson Figueiredo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *