UFC planeja retorno em Ilha da Luta

O que poderia parecer apenas um boato de bastidores acabou se confirmando nos últimos dias, com o presidente do UFC Dana White confirmando que está preparando uma ilha particular para receber os próximos eventos do Ultimate durante a pandemia do novo Coronavírus. A “Ilha da Luta”, como vem sendo chamada pelos veículos de notícias e pelo próprio Dana White deve ficar pronta em cerca de um mês, mesmo que ainda não tenha a sua localização divulgada pela organização.

Esta seria a forma mais rápida de o UFC retomar as suas atividades, já que os últimos eventos da organização precisaram ser cancelados por conta da Covid-19. O último evento do UFC realizado foi o UFC Brasília, no dia 14 de março, com portões fechados, e desde então ensaiou um retorno por diversas vezes sem sucesso.

O último retorno previsto pela companhia foi o UFC 249, que deveria ter acontecido no último sábado em uma reserva indígena na Califórnia, mas acabou sendo cancelado por pressão tanto do governo do estado americano quanto dos parceiros comerciais do Ultimate, como a ESPN norte-americana e sua dona, a Disney.

Alguns lutadores já comentaram a intenção da criação da Ilha da Luta, e alguns já até manifestaram interesse em lutar em eventos realizados no local. É o caso, por exemplo, de Darren Till, ex-desafiante ao cinturão dos meio-médios do UFC. Em entrevista para um podcast, Till disse:

– “Se eles ligassem e dissessem: ‘Ouça, você vai ser pago normalmente por uma luta contra Whittaker. Você tem um mês para se preparar’. Eu me manteria saudável, correria todo dia para manter meu peso baixo e iria lutar. Eu entraria lá com a mentalidade de que não estou na minha melhor forma, não importa. Vou apenas entrar lá e sair no tapa. Acho que essa é a mentalidade que eu teria. Então, sim, eu faria isso. Mas os outros também vão?”

Outra lutadora que comentou o assunto em entrevista ao site MMA Fighting foi a campeã do peso-mosca feminino, Valentina Shevchenko:

– “É uma grande ideia. Assim que ouvi sobre a ilha, eu pensei: ‘Eu definitivamente vou estar lá. Eu quero lutar na ilha, treinar lá, viver lá. Quero passar meu tempo lá”.

Embora os planos sejam reais, ainda não há data oficial para o retorno do UFC.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *