Polêmica na negociação de luta entre Jon Jones e Francis Ngannou

Os fãs de MMA que gostaria de ver uma super luta entre Jon Jones e um lutador do peso pesado estavam animados com as recentes  provocações entre o atual campeão do peso meio-pesado e Francis Ngannou, mas as recentes brigas públicas entre Jones e o presidente do UFC Dana White parece ter jogado um balde de água fria em todos esses fãs.

Tudo começou com uma provocação de Jon Jones em suas redes sociais, no que já parecia ser uma trabalho da própria organização para promover uma luta entre os dois.  Jon Jones usou o seu Twitter logo após a vitória de Ngannou contra Jairzinho Rozenstruik no UFC 249 para começar as provocações:

– “Estou bem aqui. Acabei de acordar depois de assistir sua luta contra Derrick Lewis em 2018. Você não assusta ninguém. Eu vi seu coração. Você é um grande rato velho. Vou expor você”.

Com a resposta de Ngannou, dizendo que também viu vídeos e citando a última luta de Jones contra Dominick Reyes onde Jones foi acusado de correr do adversário dentro do octógono, o que bastou para fazer a alegria dos fãs.

Mas esses mesmos fãs tiveram desilusões com as declarações tanto de Jon Jones quanto de Dana White, que acusou o campeão de querer receber o mesmo valor recebido por Deontay Wilder, ex-campeão mundial de boxe, que recebeu cerca de US$ 30 milhões, algo como R$ 160 milhões, para enfrentar Tyson Fury em seu último combate.

Além disso, além de dizer que considera Jon Jones o melhor lutador de todos os tempos, disse que “ele lutou com os melhores do mundo, apesar do que tem feito consigo mesmo fora do octógono, passando por batalhas com drogas e álcool. Mesmo com todas as coisas que aconteceram com Jon Jones, ele ainda é o campeão do mundo. Não sei mais o que dizer sobre isso”.

Essa entrevista dada por White ao site MMA Junkie parece ter irritado ao campeão, que respondeu inclusive citando uma possível demissão do UFC:

– “Eu não recebo nem metade da metade do que o Deontay Wilder recebe. Se minha reputação causa essa desvalorização para mim, apenas vá em frente e me libere completamente do meu contrato com o UFC. Eu tenho certeza que algum promotor ficará mais do que feliz em me contratar”.

Resta esperar e saber como essa briga irá terminar, se com uma superluta ou com Jones fora do UFC.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *