Jon Jones é preso novamente dirigindo embriagado

A lista de polêmicas longe do octógono do campeão dos meio-pesados do UFC Jon Jones acaba de ganhar mais um indesejado item: pela segunda vez em menos de um ano Jon Jones foi preso nos Estados Unidos, desta vez por uma série de crimes segundo a legislação norte-americana: dirigir sob o efeito de bebida alcoólica, uso negligente de arma de fogo, ausência de prova de seguro do veículo que conduzia e posse de garrafa de bebida exposta, o que é considerado crime nos Estados Unidos.

Esta não é a primeira vez que o campeão peso meio-pesado e líder do ranking peso por peso masculino tem problemas com a justiça e acaba sendo preso pela polícia americana. A primeira delas aconteceu em 2012, quando ele também foi detido por dirigir bêbado e bater o seu carro contra um poste em Nova York.

Três anos depois, em 2015, Jones ultrapassou um sinal fechado e atingiu dois veículos. Na ocasião uma mulher grávida acabou se machucando no acidente e ficou provado que Jon Jones estava embriagado ao volante. O caso mais recente aconteceu no ano passado, quando o campeão acabou preso acusado de molestar uma dançarina em uma casa noturna em Albuquerque, no Novo México.

Desta vez os policiais ouviram disparos de arma de fogo em um bairro também de Albuquerque, no Novo México, e ao chegar no local encontraram Jon Jones dentro do carro com o motor ligado. Apesar de ter negado ser o autor dos disparos, os policiais acabaram desconfiando do lutador que apresentava sinais de embriaguez.

O exame do bafômetro constatou que Jon Jones tinha o dobro da quantidade permitida de álcool no sangue, com o agravante de os policiais terem encontrado uma garrafa de bebida pela metade no banco do passageiro e uma arma embaixo do banco do motorista.

A polícia de Albuquerque encaminhou a arma para perícia para descobrir se ela foi mesmo usada para os disparos que foram ouvidos, e enquanto o resultado do exame não sai Jon Jones foi apenas fichado pela polícia local e liberado da prisão após o pagamento de um valor não divulgado como fiança.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *