Deiveson Figueiredo conquista o título no UFC

O jejum dos homens brasileiros no UFC finalmente teve um fim no último sábado, quando Deiveson Figueiredo atropelou Joseph Benavidez e conquistou o cinturão do peso mosca do UFC. E além de conquistar o título do Ultimate o brasileiro ainda fez o suficiente para garantir uma bolada como prêmio por uma das melhores performances da noite.

A vitória de Deiveson Figueiredo nesse sábado na Ilha da Luta em Abu Dhabi no evento principal do UFC Fight Night pode ser definida como um verdadeiro massacre do brasileiro. Em menos de um round o agora campeão aplicou 3 knockdowns em Benavidez, além de uma linda finalização com um mata leão aos 4m48s do primeiro round.

Com o título conquistado Deiveson Figueiredo encerrou um jejum que já durava desde 2017 quando José Aldo foi nocauteado por Max Holloway no UFC 212 no Rio de Janeiro. É o primeiro homem desde então a conquistar um título, enquanto Amanda Nunes detém os cinturões do peso galo e peso pena femininos.

Além de ter conquistado o título do UFC no sábado Deiveson Figueiredo também garantiu o prêmio de melhor performance da noite, ganhando mais US$ 50 mil por conta da finalização, algo em torno de R$ 270 mil na cotação atual.

O título no peso mosca foi bastante importante para o Brasil também, já que essa era uma das poucas categorias onde o país nunca tinha visto um atleta campeão. Agora apenas o peso meio-médio e o peso mosca feminino nunca tiveram um brasileiro ou brasileiro como campeões.

Agora, Deiveson já fala como campeão e chegou até mesmo a fazer um desafio ao antigo campeão, Henry Cejudo, em um duelo que aconteceria já na categoria de cima, o peso galo:

– “Eu até deixei as portas abertas para fazer uma super luta com o Cejudo na categoria de cima, na 61kg. Na de baixo estarei à disposição de qualquer um que o UFC colocar pra mim, estou à disposição para defender meu cinturão. Prefiro defender meu título antes, não vou abandonar minha categoria assim não. Quero ser dominante nela por muito tempo”.

O novo campeão já falou também que espera entrar em ação logo, e se o UFC quiser marcar uma luta nos próximos 2 meses estará pronto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *