Dana White lamenta não ter feito a luta entre Fedor e Lesnar

Sem nenhuma sombra de dúvidas um dos segredos do sucesso do UFC, que se transformou de um evento quase falido em uma das marcas mais valiosas do esporte mundial, foi a contração de Dana White para ser o presidente da companhia. Tanto que após a venda do evento da Zuffa para o grupo WME-IMG o mandatário foi mantido no cargo e irá completar em 2021 duas décadas como presidente do maior evento de MMA do mundo.

E nestes quase 20 anos à frente da companhia o mandatário já organizou centenas de eventos, mas ainda tem uma frustração por uma luta que não conseguiu fechar: a contratação do russo Fedor Emelianenko para enfrentar o então campeão do peso pesado da organização Brock Lesnar em 2008.

A declaração foi dada pelo próprio Dana White em entrevista ao site oficial do UFC no final do ano de 2019:

– “A única luta que eu queria fazer e que jamais consegui foi Brock Lesnar contra Fedor Emelianenko. Nós iríamos fazer no Texas Stadium. Mas eu não consegui fechar um negócio com Fedor, então isto nunca aconteceu”.

O Texas Stadium era o estádio onde o Dallas Cowboys mandava os seus jogos na NFL antes da inauguração do moderno AT&T Stadium. A antiga casa dos Cowboys tinha a capacidade para 65.675 pessoas e este poderia ser o evento com mais público na história. Até hoje o recorde é de 57.127 pessoas no UFC 243 em Melbourne na Austrália.

Na época este poderia ter sido um evento bombástico já que Fedor Emelianenko era considerado imbatível sendo campeão do evento japonês Pride e estando invicto desde o ano 2000, naquela que até então era a única derrota de sua carreira.

Sem acordo com o UFC o russo migrou para o Strikeforce onde teve uma passagem apagada, chegando a ser derrotado três vezes consecutivas entre 2010 e 2011 pelos brasileiros Fabrício Werdum e Antônio Pezão, além do norte-americano Dan Henderson.

Já Brock Lesnar era um dos lutadores mais lucrativos do UFC após deixar a sua carreira de sucesso no WWE e conquistar o cinturão do Ultimate em sua migração para o MMA. O seu auge acabou não sendo duradouro, e o urso branco se aposentou em 2016 com um cartel com 5 vitórias e 3 derrotas, além de uma luta sem resultado por uso de anabolizantes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *