Conor McGregor

Conor McGregor finalmente se pronuncia sobre caso de agressão

Tente puxar pela memória: você lembra qual foi a última vez que o irlandês Conor McGregor entrou em um octógono para lugar no UFC? A resposta pode demorar a vir, então ajudamos: foi no dia 6 de outubro de 2018, há quase um ano, quando enfrentou Khabib Nurmagomedov e foi finalizado no quarto round.

Porém, mesmo fora de ação todo este tempo, já que após a luta acabou sendo suspenso por 6 meses após uma confusão generalizada, o atleta de 31 anos não deixa os noticiários, muito por conta de suas polêmicas fora do octógono em sua conturbada vida pessoal.

A última grande confusão do irlandês aconteceu nas últimas semanas, quando veio à público um vídeo do dia 6 de abril deste ano quando agrediu um homem de 50 anos em um pub na Irlanda, após o mesmo recusar uma dose grátis do whisky produzido pela marca de Conor:

– “Eu estava errado. Aquele homem merecia se divertir no pub sem ter que acabar daquele jeito. Tentei fazer as pazes e fiz as pazes, mas não importa. Eu estava errado. Tenho que assumir a responsabilidade. Devo isso as pessoas que me apoiam. Devo isso à minha mãe, meu pai, minha família. Devo isso às pessoas que me treinaram nas artes marciais. Aquilo não é quem eu sou. Aquela não é a razão de eu entrar nas artes marciais ou estudar esportes de combate. A razão de eu entrar foi para ir contra este tipo de cenário”.

Mesmo preferindo manter a sua identidade sob sigilo, o homem agredido também resolveu se pronunciar sobre o assunto após a divulgação do vídeo nas últimas semanas:

– “Consigo aguentar um soco. Ficou dolorido por cerca de uma semana. Não estava me matando nem nada. Não gosto deste cara. Acho que ele está ficando com uma reputação ruim. Ele é um pouco valentão, um valentão com dinheiro”.

Após o ocorrido Conor McGregor está sendo investigado pela polícia irlandesa e se condenado pode ter que pagar uma multa para se livrar das acusações. Mesmo assim, esta deverá ser a única punição do irlandês já que o presidente do UFC Dana White disse estar ciente das acusações e não fez qualquer menção a uma eventual punição ao irlandês no evento, tanto que ele ainda pode voltar a lutar neste ano, dependendo apenas de liberação médica.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *