Ben Askren anuncia aposentadoria do MMA

Considerado por muitos anos como o lutador mais talentoso do mundo fora do UFC, Ben Askren tece a sua chance de entrar no octógono mais famoso do mundo, mas não correspondeu às expectativas que foram colocadas sobre ele. E é em baixa em sua carreira que o lutador anunciou recentemente que está se aposentando aos 35 anos de idade.

Ben Askren começou a sua carreira profissional no MMA em 2009, e desde então acumulou diversas glorias. Foi campeão do Bellator e também do One FC, encerrando a sua carreira de maneira precoce em 2017 com uma carreira invicta: 18 vitórias em 19 combates, além de um No Contest.

Essa aposentadoria foi motivada pela falta de acordo com o UFC, já que Askren sempre tentou se transferir para o evento mas acabava sempre esbarrando em sua relação conturbada com o presidente do Ultimate Dana White.

Em 2018 em uma inédita troca de contratos entre o One e o UFC Ben Askren foi para o Ultimate, com o campeão Demetrious Johnson indo de contrapeso e assinando com o evento asiático.

Porém, a passagem de Askren pelo UFC passou muito longe do que todos esperavam. Foram 3 lutas neste ano de 2019 com uma vitória contra Robbie Lawler na estreia em março, uma derrota, a primeira de sua carreira, contra Jorge Masvidal em julho no nocaute mais rápido da história do UFC em 5 segundos e foi novamente derrotado por Demian Maia em outubro.

Askren deixa a sua carreira profissional no MMA alegando problemas no quadril que o impedem de continuar lutando em alto nível:

– Estou me aposentando do esporte das artes marciais mistas e, francamente, estou me aposentando de tudo. Estou com problemas no quadril, conversei com meu médico. Passei por ressonância magnética antes da minha última luta, e preciso substituir meu quadril. Acabou para mim. Venho pensando nisso há uma semana, em como eu diria isso. Sou muito grato por uma carreira tão boa quanto tive, apesar de não ter terminado como eu queria”.

Sendo assim, Ben Askren encerra a sua carreira com 19 vitórias, 2 derrotas e um no contest, tendo sido campeão do Bellator e do One mas sem nunca conseguir disputar o título do UFC durante os 10 anos de atividade como lutador profissional.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *